quinta-feira, 7 de junho de 2012

Heróis da Fé IX


Hoje contarei a história de uma menina da China. Aconteceu em 1960.

- Quero falar com você sobre um presente diferente - disse o pai chinês à sua linda filha de cabelos negros.

Ela gostava quando seu pai lhe ensinava lições especiais sobre Deus. Ele amava a Cristo profundamente e sua fé era uma inspiração para os de dentro e para os de fora. Ele abriu sua Bíblia e disse:
- Este presente se encontra na Bíblia, no livro de Filipenses 1:29. Lá diz: 'Pois a vocês foi dado o privilégio de não apenas crer em Cristo, mas também de sofrer por ele'. Algo que nos é dado é um presente. E os dois presentes desse verso são crer e sofrer. Sofrimento que resulta da nossa fé em Deus é um presente precioso cujo valor só iremos compreender completamente quando chegarmos ao céu.

A garota sorriu.

- Obrigada, pai - disse ela, enquanto o abraçava. - Eu entendi.
Aquela linda menina cresceu e se tornou a esposa do pastor chinês Li De Xian, que já foi preso tantas vezes por sua fé que já chega a quase cem o número total de seus aprisionamentos! Muitas vezes seu marido foi espancado, e ela mesma já sofreu ameaças e torturas por sua fé. Mas, com ou sem seu marido por perto, ela continua seu trabalho de evangelização que já levou milhares de chineses aos pés do Salvador.

Ela persevera porque aprendeu desde cedo que sofrer por Cristo é um presente e um privilégio. Um dia, questionada por estrangeiros sobre a perseguição que sofrem os cristão na China, ela chocou a todos com a seguinte resposta:

- Não tenham dó dos cristãos da China. Pelo menos as perseguições nos mantêm alertas para o fato de que estamos numa guerra espiritual. Sabemos para quem estamos lutando. Também sabemos quem é o inimigo. E lutamos todos os dias. Por isso, talvez sejamos nós, os cristãos da China, que devemos orar pelos cristãos dos países livres, pois com tanta diversão, tecnologia, facilidades e liberdade, muitos já não consigam perceber a guerra espiritual que os cerca.

Penso que a perseguição é o segredo que ao mesmo tempo explica o crescimento das nossas igrejas e a estagnação do Evangelho em vários países que possuem liberdade religiosa. Estamos livres no meio da perseguição, ao passo que, fora da China, muitos cristãos estão presos no meio de tanta liberdade.

Sua vida cristã é confortável? Há perseguições, sofrimentos? Você ora? Lê a Bíblia? Prega o Evangelho?

Lucas Ribeiro.

Um comentário:

  1. Mudou minha visão do que é orar pelos perseguidos... Pobre de mim.

    ResponderExcluir