quarta-feira, 2 de março de 2011

Jesus e as Leis de Newton #1



Sir Isaac Newton, o grande cientista, escreveu o seguinte antes de morrer e de conhecer Jesus: “Minha vida parece ter sido somente como um menininho brincando na praia e me divertindo, de vez em quando, ao achar uma pedra mais lisa ou uma concha mais bonita, enquanto que o grande oceano da verdade se encontrava todo por descobrir em minha frente”.

Se você tem mais de 16 anos, provavelmente conheça as leis de Newton ou, apenas, tenha ouvido alguns comentários sobre elas. Jesus e as Leis de Newton será dividido em três posts. Exatamente como a referida lei se divide. Um por semana. Nesse primeiro, conversaremos sobre a 1º lei de Newton – a lei da inércia. Não, POR FAVOR, não deslize seus dedos sobre as teclas alt + F4 ou sobre aquele xiszinho. Eu sei, eu sei...você deve ser grato a Deus e a todos os santos por ter concluído o Ensino Médio para NUNCA MAIS ver Física na sua vida. Mesmo assim, dê-me uma chance. Conversaremos mais sobre Jesus do que sobre o Newton; obviamente, aquele é mais interessante que este.

É, vejo que você me deu a chance. Obrigado.

A grosso modo, a lei da inércia ou de Galileu diz que as coisas, as pessoas, tudo na vida tende a ficar do jeito que está. Se algo está parado (em repouso), tende a ficar assim. Assim como algo em movimento – tenderá a continuar em movimento.

Como vencer a inércia? Fisicamente falando, será necessária a intervenção de uma força. Usando essa lei, digo que a mudança, o arrependimento é essencial, melhor, é vital.

Quando Jesus iniciou seu ministério da pregação, a primeira frase que ele disse está registrada no livro de Mateus, capítulo 4, verso 17. Imagino que Jesus parou na esquina do Times Square da Galiléia e começou a falar: “Olhem, vocês estão atolados no pecado! Não deixem que a lei da inércia perpetue essa situação! Mudem, arrependam-se! Deixem-me ajudá-los”.

A lei da inércia pode-se aplicar em várias situações de nossas vidas. Mas, especificamente, falo aqui da situação de pecado em que eu e você, caro leitor, nos encontramos. O pecado nos leva a fazer coisas que não gostaríamos de fazer; nos faz ficar mais tempo do que gostaríamos naquela situação; nos torna pessoas que não desejaríamos ser.

Se você já tem um relacionamento com Jesus e o vê como seu Senhor e Salvador, Deus mandou-me dizer: Arrependa-se dos seus pecados. Mude, melhore. Seja um cristão autêntico. Se você ainda não tem Jesus como aquele que lhe vai salvar e a quem será obediente, Deus também me mandou dizer: Arrependa-se dos seus pecados. Mude de vida! Não seja como o Isaac Newton que, antes de conhecer Jesus, viveu sua vida, mas não encontrou a vida; trilhou um caminho, mas não encontrou o caminho ou até se divertiu na praia, mas não descobriu o oceano da verdade que – o tempo todo – estava na sua frente.

Jesus disse e eu reproduzo a você: Eu sou o CAMINHO, inclusive a VERDADE e, também, a VIDA. Ninguém chega a Deus, se não for através de mim. Jesus é aquela força que intervém e altera a situação em que você se encontra. Mas Jesus é educado, gentil. Ele só intervirá se você o chamar. Ele disse claramente: “Se vocês não se arrependerem [mudarem], vocês morrerão”. Pode ser a morte dos sonhos, da esperança, da alegria de viver ou até a morte eterna [viver no inferno mesmo].

Mas como posso me arrepender [mudar] ? Você pode falar com Deus mais ou menos assim: “Deus, eu pequei [fale quais foram os pecados]. Estou disposto a viver uma nova vida. Não sei bem o que pode acontecer comigo, mas desejo conhecê-lo pessoalmente. Acredito que Jesus veio à Terra por um propósito e quero descobri-lo. Por enquanto, recebo a Jesus como aquele que vai me salvar e aquele a quem serei obediente, custe o que custar.”

Uma última dica para finalizar. Há alguns dias, vi, na tv, duas pessoas conversando sobre o quanto a “vida” era difícil, sobre os vários problemas pelos quais elas passavam etc. Então uma disse a outra: “A vida bem que poderia vir com um manual de instruções!”. Talvez algumas pessoas concordaram ou concordem com essa afirmação, mas preciso dizer: Tenho uma excelente notícia para você - A VIDA TEM UM MANUAL DE INSTRUÇÕES. Esse manual é uma carta de amor da pessoa que criou você. Geralmente, a capa desse manual vem com o seguinte título: BÍBLIA SAGRADA.

Se você não tem intimidade com esse manual, vai uma dica de quem o conhece um pouco: comece pelo livro de João [um dos evangelhos]. A leitura se tornará mais fácil. É isso aí. Até semana que vem.


Lucas Ribeiro.





4 comentários:

  1. Que revigorante o texto!

    Deus SEMPRE é a nossa SEGUNDA CHANCE. SEMPRE.

    ResponderExcluir
  2. Belo texto. Quando voltam a postar?!

    ResponderExcluir